Terceirização está na ordem do dia

O Congresso Nacional discute este mês o Projeto de Lei que pode regulamentar a terceirização no Brasil, que atualmente só é permitida para atividades-meio e nos serviços de vigilância, conservação e limpeza.

O projeto tem causado discussões, pois enquanto os empresários enfatizam a importância da especialização, da produtividade e da competitividade, os sindicatos pregam que a mudança causará a perda de empregos, a precarização do trabalho e a redução de salários.

O fato é que, na construção civil, a terceirização já é uma realidade há muito tempo, cuja regulamentação em nada afetará os empregados. Pelo contrário, a aprovação da lei só protegerá os envolvidos – empresários e funcionários – contra as diversas interpretações que só trazem insegurança para o trabalho de todos.

Deixe um comentário